22 de mar de 2008

Capitalismo Selvagem: Precisamos de um novo sistema?

Vídeo reflexivo sobre o tema:



texto de RAFAEL NORONHA


Não é preciso ser socialista, comunista ou marxista para criticar o sistema capitalista, basta apenas olhar o nosso mundo e traduzi-lo com a seguinte frase da música “Teatro dos Vampiros”, da Banda Legião Urbana:


“Esse é o nosso mundo, o que é demais nunca é o bastante”


Capitalismo, em linhas gerais, pode ser entendido como um sistema econômico baseado na legitimidade dos bens privados e na irrestrita liberdade de comércio e indústria, com o principal objetivo de adquirir lucro.


O processo da Revolução Industrial, iniciado na Inglaterra, século XVIII, consolidou o capitalismo. Essa consolidação se deu por meio de transformações nas estruturas socioeconômicas, com maquinofatura e as novas relações sociais de produção assalariada, propiciadas por um contexto histórico de mudanças na racionalização agrícola, na mão de obra disponível, na acumulação de capital oriundo da agricultura e comércio, nas novas tecnologias e na abundância da matéria-prima, como o carvão e o ferro.

Oficina de fiação na Inglaterra, século XIX.



Do século XVIII ao século XXI, muitas mudanças e guerras aconteceram, inclusive uma disputa entre o capitalismo e seu antagonista histórico, o socialismo. Entretanto, a lógica do sistema continua a mesma, pelo menos em sua essência, e os problemas sociais, como as desigualdades socioeconômicas, se agravaram de forma gritante. Tudo isso por uma razão vital para o capitalismo: a obtenção individualista do dinheiro...
Dinheiro
Dinheiro
e mais dinheiro!


No mundo hodierno, nos questionamos se seria possível um capitalismo solidário ou um novo sistema que não fosse tão selvagem. Contudo, vale lembrar que solidariedade não é muito compatível com a essência do capitalismo, afinal, individualismo e lucro são as palavras de ordem.


Um novo sistema não é possível?


Talvez...


No entanto, podemos nos questionar se é concebível pensar em um novo Homem, que não precisa negar literalmente o sistema ou o consumismo, que tanto nos seduz (e vamos combinar que todos nós gostamos do conforto e das possibilidades tecnológicas), mas que consiga encontrar espaços para refletir para não achar que todos erros da nossa sociedade são normais e para que se possa encontrar brechas no sistema – como muitos fazem – que permitam uma ação menos individualista e mais aberta ao encontro do próximo.
Desigualdade social: umas das marcas mais dramáticas do capitalismo

Referência Bibliográfica:


ANDRIOLI, Antônio Inácio. Um capitalismo mais humano? S/d. Disponível em http://www.espacoacademico.com.br/047/47andrioli.htm acesso em 01 mar 2008.

GRANGEIRO, Cândido Domingues; MACHADO, Ronilde Rocha. História, 2ª série EM. Brasília: CIB – Cisbrasil, 2005. (Coleção RSE)

ZENUN, Katsue Hamada e; MARKUNAS. Mônica. História Ensino Fundamental, 8º ano. Brasília: CIB – Cisbrasil, 2006. (Coleção RSE)

13 comentários:

  1. Nós pensamos que o capitalismo tem seus lados positivos e negativos, entre os negativos, por exemplo, podemos dizer que as empresas de determinado produto acabam criando um monopólio sobre as outras(Coca-Cola). E nos fazem "escravos", não por necessidade, mas por todos consumirem o produto não queremos ficar de fora da "moda".
    Do lado positivo podemos citar que há uma grande variedade de produtos, você não fica preso a uma única opção.

    2º EM
    Nomes:Felipe Siqueira Silva nº 3
    Mikael Cordeiro da Silva nº 16

    ResponderExcluir
  2. O capitalismo é com certeza o sistema econômico do presente e do futuro, o que não quer dizer que esteja isento de falhas e defeitos como por exemplo: desigualdade social (maioria pobre para minoria rica),falta de oportunidade para muitas pessoas.

    E um novo sistema?

    Um novo sistema seria possível se viesse acompanhado de uma nova geração, ja que estamos habituados aos constrastes presentes no nosso cotidiano.

    Para finalizar.

    Não é necessario na nossa umilde opinião a criasão de um novo sistema econômico,apenas devemos abdicar da filosofia do capitalismo selvagem e agressivo


    Nomes:Pedro Fili - n°17
    Pedro Sarmento - n°18

    ResponderExcluir
  3. Nome:Lethícia Lombardi nº11
    Jorge Rocha nº08

    O sistema capitalista, que começou no século XVIII,(revolução industrial)teve como principal objetivo a obtenção do acúmulo de dinheiro individualmente.
    Ao longo do tempo, esse sentido foi se intensificando de tal forma que o homem se tornou egoísta,compulsivo,sem limites,resultando guerras,confrontos e desconfiança.
    Um novo sistema não é a solução para o fim desse problema.É preciso mais! Um novo homem, uma nova mentalidade ,um ser humano capaz de ser solidário,honesto,sem deixar que o consumismo tome conta de suas atitudes e sentimentos.
    Poderemos então concluir que ..o que é demais é o bastante.

    ResponderExcluir
  4. Nome: Pedro Tadeu Silva Elache e OlIveira Nº: 20
    Nome: Manuel Gouvêa Otero Y Gomez
    Nº: 12

    O texto fala sobre as pricipais caracteristicas do sistema capitalista e tambem sobre sua origem, Revolução Industrial, iniciado na Inglaterra, século XVIII que consolidou o capitalismo.
    O texto tambem fala sobre as caracteristicas ruins do capitalismo, que criam diferenças sociais e economicas, graças ao individualismo existente no capitalismo.
    So que mesmo com tantos problemas relacionados ao capitalismo acho que a humanidade nao seria capaz de mudar esse sistema ja que pra muitas pessoas gerou lucros e muitos beneficios.

    ResponderExcluir
  5. Ana Carolina n º 01 2ºEM
    Karen Campos 09

    Sofremos constantemente os efeitos do capitalismo porém de uma forma negativa como os já citados aquecimento global , a sociedade miserável da África , crise social e política brasileira entre outras coisas.
    O capitalismo em si é um sistema impulsionador do desenvolvimento pessoal, contudo o subjugamos e utilizamos de forma incorreta.
    Para diminuir os efeitos o homem precisa aprende um valor de ética , a arte de tomar decisões que convenham também à vida dos demais , buscando exercer o papel-cidadão de transformadores positivos da sociedade e que principalmente os brasileiros assumam o controle do seu próprio destino e descubram que sua responsabilidade vai alem da simples geração de lucros financeiros.

    ResponderExcluir
  6. O capitalismo na sua essência é individualista, e cada vez mais se torna cruel e egoista com os menos priveligiados dentro desse mundo consumista e materialista.
    A diferença social entre as classes, os problemas ambientais aumentam drasticamente! E essa ssituação só poderá se resolver um dia se houver consciência dos seres humanos! Na nossa opinião, não é necessario, e nem acreditamos,que o capitalismo acabe; afinal a sociedade já se acostumou e seria muito dificil mudar esse sistema economico em que vivemos , mas vemos uma necessidade de tornnar esse capitalismo um pouco mais humano!
    Com acesso ao trabalho e assim, com o fim do assistencialismo o homem possa recuperar sua dignidade!

    Larissa Reis Matoso. Nº10
    Mariana Henrique Togeiro. Nº14

    2ºE.M

    ResponderExcluir
  7. Um texto que mostra que se não podemos mudar o sistema que nossa sociedade vive devemos pelo menos fazer como seres humanos o melhor para nos e a sociedade que nos vivemos,o capitalismo aniquila o senso digno do ser humano para com os outros ,deixando o dinheiro acima da bmoral e da etica,porem é possivel ultrapassar esta barreira e fazer do seus atos algo diferencial, isso é o minimo que devemos fazer ate que nossa população se una para mudar a forma social que o sistema nos impoe. nome: Hugo Dante

    ResponderExcluir
  8. O texto fala que não é necessario ser socialista para enchergar que o sistema capitalista é muito desigual.O sistema capitalista só visa os lucros ou seja quanto mais dinheiro você tem mais dinheiro você quer ter.No texto fala também que seria possivel ser criado um novo sistema sem ser o capitalista ou o socialista,Talvez...

    No entanto, podemos nos questionar se é concebível pensar em um novo Homem, que não precisa negar literalmente o sistema ou o consumismo.
    Concluimos então que o sistema capitalista é o melhor sistema atual porém muito desigual,e que seria sim possivel criar um sistema novo,porém o homem teria que se concientizar sobre as questões do novo sistema.
    nome:Gabriel estevão n:05
    nome:Vinicius Luiz n:24
    2 em

    ResponderExcluir
  9. nome:Rodrigo Elache nº21 2ºE.M.
    Sergio Cunha 22

    O sistema capitalista é um sistema individualista que tem como seu principal objetivo adquirir lucro
    (dinheiro).
    Nós somos a favor do capitalismo,porém como todo sistema tem seu lado negativo como as desigualdades socioeconômicas.

    ResponderExcluir
  10. (Ana Paula F. Sansevero, Mariana G. Martins, Mariana P. Armelin)

    n°02,13,15 2°EM

    O capitalismo é o sistema que visa a maior obtenção de lucros, com o acumulo de capital, sem se importar com a total igualdade de todos, portanto segue aquele dilema de quem é rico sempre acaba mais rico,e vice-versa.
    Nunca haverá uma total igualdade, quando se trata do sistema capitalista,afinal quem trabalha quer receber pelo o que trabalhou,mas nesse mundo também não ha espaço para aqueles que não souberam aproveitar a primeira oportunidade, os ''ricos''que já conquistaram um grande capital ainda querem sempre mais, aumentando os investimentos, trazendo mais contraste com a baixa classe.
    Diante desses fatos expressos diariamente,fica óbvio como o capitalismo é selvagem principalmente em nosso Brasil.

    ResponderExcluir
  11. Esse texto fala que não é preciso ser socialista, comunista ou marxista o necessário é olhar para o nosso mundo. O capitalismo em geral é muito desigual,que visa obter mais capital.
    O caitalismo gera desigualdade socioeconômicas e que se aumenta se forma agressiva.
    No mundo moderno não possivel ter um capitalismo solidário e que não fosse tão cruel, pois o capitalismo é muito individualista e visa o lucro. Só seria possivel se nos tranformassemos em um novo homem, que não seja consumista.

    Túlio R. Mira n° 23
    Rodrigo Rossato n°20
    2° ano EM

    ResponderExcluir
  12. O capitalismo realmente tem seu lado ruim, mas conseguiríamos viver sem ele? Sem consumir tanto? Eu acho que não, pois já se tornou um vício. Um novo sistema? Também acredito que não funcionaria, pois não sairia do papel, como o socialismo, que na pratica não ocorre como deveria.

    Isadora A. M. Duque Nº16 9ºano

    ResponderExcluir
  13. Esse texto fala que não é preciso ser socialista, comunista ou marxista o necessário é olhar para o nosso mundo.Que muitas vezes o capitalismo tem o seu lado ruim.

    ResponderExcluir

Por favor, coloque seu nome e alguma identificação (cidade, profissão ou instituição).

Se for aluno do RAFAEL, coloque seu nome e série !

Os comentários NÃO são publicados diretamente no BLOG !!! Primeiro eu leio, aceito e posteriormente eles entram no ar ! ! ! !

= ]