8 de abr de 2011

Desabafo: A Fragilidade de Nossas Vidas


          A fragilidade da vida é o que mais nos assombra em certos momentos, tão tênue a linha que separa o estarmos aqui e estarmos em outro plano.  Por outro lado, a fortaleza dessa mesma vida é a que nos faz acordar todos os dias e continuar tentando, não desistindo e, portanto, acreditando que em meio ao caos e à solidão do Homem moderno existem pessoas verdadeiramente boas.

Pessoas que tentam acreditar na bondade humana, pessoas que, mesmo brincando, não temem serem verdadeiras, pessoas que aprendem a dizer eu te amo (de coração e não como uma vírgula), pessoas que aprendem, de fato, com os erros e mancadas. Enfim, pessoas que vão tentando, mesmo de um jeito meio torto, a serem mais humanas.
Talvez por estas pessoas é que nossas vidas passam a ter um significado em meio às cinzas dos últimos tempos.



“Esta é a verdade: a vida começa quando a gente compreende que ela não dura muito.” Millôr Fernandes