28 de abr de 2011

Tchau, Coroa!

Atividade do 9º ano
O fim do Império no Brasil.

Uma frase atribuída a um ministro de Dom Pedro II revela que a República se instaurou no Brasil por causa da decadência do Império no país em 1889: “não é a república que vem, o império que vai”.

Algumas questões foram importantes, tais como a chamada questão religiosa, a questão militar e a questão abolicionista que contribuíram para a crise do império.

O seu desafio nesta atividade é esclarecer melhor a frase do ministro imperial levantando hipóteses e usando o que já discutimos em sala de aula.

15 comentários:

  1. Jéssica Carneiro 06
    Anelize Milhorance 02

    A questão religiosa foi que o padre Almeida Martins foi suspenso pelo bispo do Rio de Janeiro por ter participado de uma solenidade maçônica. Na época, católicos e maçons conviviam sem problema na cena política brasileira. Contrariando essa tradição alguns bispos proíbem a participação de maçons em confrarias e irmandades católicas. Dom Pedro II interfere e manda suspender a medida. Os bispos manteram suas posições e foram presos e condenados a trabalhos forçados mas receberam apoio dos bispos e do Vaticano e são perdoados,mas a igreja não perdoa Dom Pedro e param de o apoiar.

    a questão militar foi que desde a Guerra do Paraguai as relações dos militares com o poder civil não eram boas. O Exército transformou-se numa instituição organizada e coesa. O contato com os Exércitos da Argentina e do Uruguai, países republicanos, e a adesão de muitos oficiais à doutrina positivista, os levaram a lutar pela República

    e a questão abolicionista foi que a Finda a guerra do Paraguai, reavivou-se a polêmica em torno do escravismo, ao mesmo tempo que ressurgiam os ideais republicanos no Brasil. Tanto o republicanismo como o abolicionismo encontraram ampla acolhida entre as camadas médias urbanas que se haviam expandido com as transformações econômicas ocorridas a partir de 1850

    ResponderExcluir
  2. Foi o Império que estava caindo e não a Republica crescendo. O Império estava perdendo apoio de todos, militares, cafeicutores e a Igreja Católia, pois com o fim da escravidão os cafeicutores não apoiavam mais o Império, o Império estava proibindo a Igreja Católica de impor, e tambem proibiu os militares de se manifestar com a imprensa e assim eles se sentiram desrespeitados, com isso acabou perdendo total apoio. E assim o Império foi entrando em decadência.

    Luísa Prudente nº12
    Sthefany Souza nº21
    9º ano B

    ResponderExcluir
  3. Liana Martins nº10
    Mariana Neves nº16

    O Império começou a perder o apoio de muita gente...
    Dos Militares: Pois eles ganharam a guerra do Paraguai e queriam reconhecimento e glória, que nao foi atribuido por D Pedro II
    Da Igreja: os Bispos estavam irritados pois nao podiam dar ordens sem que antes fossem passadas por D Pedro II
    Dos Fazendeiros: Com a Lei Aurea, eles perderam os escravos e ficaram sem ninguem na Lavoura, e, se quisessem, teriam que pagar as pessoas...
    Com isso, o Império foi se desmoralizando, e entrou em decadência, até que no Dia 5 de novembro, foi proclamada a República!!!

    ResponderExcluir
  4. Guilherme e marcelo 9ºB29 de abril de 2011 09:32

    Guilherme e marcelo 9º B

    Supõe que a chegada da República se deve muito mais ao fracasso e a falta de competência da Monarquia na gerência do Brasil do que às qualidades e superioridade da República;

    Exalta já um saudosismo e admiração por um tempo de ouro que está sendo substituído por outro, que não possui tanto brilhantismo;

    ResponderExcluir
  5. Verônika e Joana29 de abril de 2011 09:34

    Joana Pêcego nº09 e Verônika Biondi nº22
    9° ano B

    Caro Professor Rafael,
    Acreditamos que o fator mais importante para o fim do império foi a questão abolicionista.Pois ela envolve os fazendeiros, que eram de grande importancia na época, tinham muito dinheiro.O império os teve como inimigos por causa da abolição do escravos.
    Estamos certas Rafael?

    ResponderExcluir
  6. Mariana Mattos - 15
    Sara Jardim - 20

    Existem 3 fatores que foram importantes para o Fim do Império no Brasil, sendo eles : Questão REligiosa, Questão Militar, e Questão Abolicionista.
    A questão Religiosa mostra que desde o periodo colonial a igreja estava submetida ao Estado. Isso significava apos a Independencia que nenhuma ordem do papa podia ser aceita sem a ordem do Imperiador.
    A Questão Militar impunha que os Militares do Exercito Brasileiro está descontentes por não terem participação no poder e também pela Questão Religiosa.
    A Questão Abolicionista colocava que desde o inicio da abolição do Trafico negreiro em 1850 e com a lei Áurea de 1888 acaba totalmente com a Escravidão no Brasil
    (: Fiim *-*

    ResponderExcluir
  7. Maria Eugenia, Giovanna29 de abril de 2011 09:37

    “não é a república que vem, o império que vai”.
    Nós achamos que República não chega do nada, ela chega vagarosamente com a ajuda do Império que vai entrando em decadência devido a questão militar, religiosa e abolicionista, ou seja um GRANDE processo.

    Maria Eugênia nº14
    Giovanna nº 05

    ResponderExcluir
  8. isabela e aiciolly29 de abril de 2011 12:25

    números ; 01 e 06

    O império que vai .. o império é melhor que a republica,fazendo assim seu pode ser maior valorizado.

    beijo da Aiciolly e da Isabela!

    ResponderExcluir
  9. roger n 15 joão n 0729 de abril de 2011 12:26

    o texto quer nos mostrar q o inperio esta sem apoio e o imperio esta perdendo o poder para a repubrica

    ResponderExcluir
  10. Tiago e Bruno Nº04 Nº1829 de abril de 2011 12:28

    9ºanoA Tiago e Bruno N°18,04
    A frase q disser que nao era a republica q estaria vindo + sim o imperio estava em decadencia por varios motivos sem apoio e tambem
    penso que mostra que já nem o próprio governo do Imperador acreditava no futuro do Império. O Imperador teve sempre em mãos o problema da escravidão, que viria a ser abolida em 1888, e por isso a monarquia perdeu o apoio dos ex-donos de escravos o que acelarou o avento da República.
    Existe uma outra frase, atribuida a um grande latifundiário da época que dizia: "Podemos adormecer no Império e acordar na República

    ResponderExcluir
  11. Daiana Gonçalves nº5 e Maria Júlia Araujo nº1129 de abril de 2011 12:29

    Oi,bom, essa frase ''não é a republica que vem, é o império que vai'' demostra que antigamente o ministro quis demosntra com suas palavras que cada vez mais a republica no Brasil estava mais próxima e que os maiorais (tipo rei, rainha, pricinpe etc.) tudo aquiloq ue emite a coroa estava as pontas a sair do poder. E nisto nos deu a paz de poder ter um pais livre de democracia.

    ResponderExcluir
  12. Na frase “não é a república que vem,o império que vai” o minitro imperial quer mostrar que o Brasil agora é livre,e que ja superou sua fase imperial assim abrindo espaço pra sua nova fase,a Republica. Já que o Imperio estava decadente.

    ResponderExcluir
  13. Não foi a República que veio para o Brasil e nem veio de de repente foi graças ao fim do Império que a República veio até o Brasil

    ResponderExcluir
  14. Alana e Luciano 9°A29 de abril de 2011 12:30

    E,que eles perderam mto poder e a questao religiosa, militar, abolicionista abalaram muito o seculo XIX.



    =]

    ResponderExcluir
  15. Marcelo10/Thalles17/9ºA29 de abril de 2011 12:31

    o melhor não é o que vai é o que vemo imperio nao era bom para o brasil o bom era a republica ia acabar a escradao do brasil independencia economica.

    ResponderExcluir

Por favor, coloque seu nome e alguma identificação (cidade, profissão ou instituição).

Se for aluno do RAFAEL, coloque seu nome e série !

Os comentários NÃO são publicados diretamente no BLOG !!! Primeiro eu leio, aceito e posteriormente eles entram no ar ! ! ! !

= ]