27 de mai de 2010

Nós, Brasileiros.

Atividade do 8º Ano.


Estamos estudando sobre a escravidão no Brasil, em especial, a escravidão africana, iniciada com a nossa colonização, no século XVI e abolida somente no ano de 1888. Uma das marcas desse intenso processo foi a cultura formada a partir do encontro dos povos que formaram o povo brasileiro.

Gilberto Freyre, em Casa Grande & Senzala, coloca que:

“Todo brasileiro, mesmo o alvo, de cabelo loiro, traz na alma, quando não na alma e no corpo, a sombra ou pelo menos a pinta do indígena ou do negro...”

O entendimento disso ajuda também a eliminar o preconceito.

O seu desafio é COMENTAR sobre o texto e pesquisar sobre a influência da cultura africana no Brasil.

24 comentários:

  1. Daniel e Thiago Lelo 8°A
    Nós achamos que a cultura africana influenciou
    o brasil.
    Ex:Dança,Religião,Culinaria.
    Essa influência se faz notar em grande parte do país;em quase todo o litoral Bahia,Pernanbuco etc.
    Conclusão:Apesar de não notarmos a cultura africana no brasil ela tambem pode estar presente em nossas vidas


    PeSQUiSa:
    Desde a chegada dos negros no Brasil, houve uma grande influência da cultura africana na nossa maneira de viver em muitas circunstâncias.
    Podemos destacar a presença afro-brasileira na nossa língua, de proveniência africana temos as seguintes palavras: cachaça, moleque, quindim, jiló, macumba, marimbondo, cochilo, tanga, samba, maxixe, zabumba, acarajé, carimbó, canjica, etc.

    ResponderExcluir
  2. nós achamos o texto bem legal e interessante, e deve ser legal pesquisar sobre a cultura africana, que deve ser importante como a cultura indigena! larissa regnier, larissa curvello- numero 18 e 17- 8ª
    ;) =)
    A cultura da África reflete a sua antiga história e é tão diversificada como foi o seu ambiente natural ao longo dos milénios
    As pessoas através do continente possuem diferenças marcantes sob qualquer comparação: falam um vasto número de diferentes línguas, praticam diferentes religiões, vivem em uma variedade de tipos de habitações e se envolvem em um amplo leque de atividades econômicas África é o território terrestre habitado há mais tempo, e supõe-se que foi neste continente que a espécie humana surgiu.

    ResponderExcluir
  3. A escravidão não começou no Brasil nem na Europa, ela só foi piorada e muito. A escravidão foi um dos momentos mais tristes na nossa historia. Foi uma barbaridade. os escravos eram julgados como animais , comiam sobras , eram obrigados a passar o dia inteiro nas plantações e se não obedecessem eram postos no tronco.para a ter a liberdade tinha que pagar uma quantia muito alta, quase impossível.
    Eram julgados pela sua cor de pele e ate hoje as pessoas negras ainda são discriminados pela cor, o que um absurdo.
    A influencia do negro no nosso cotidiano:
    É impossível falar da influência dos africanos sem lembrar a herança que eles deixaram para a nossa alimentação. Acarajé, mungunzá, quibebe, farofa, vatapá são pratos originalmente usados como comidas de santo, ou seja, comidas que eram oferecidas às divindades religiosas cultuadas pelos negros. Hoje, porém, são dignos representantes da culinária brasileira.
    A raiz negra está em tudo: no samba, no pagode, no afoxé, nas festas folclóricas como a do maracatu. Além dos ritmos, os africanos trouxeram também instrumentos, como o berimbau, a cuíca e outros instrumentos de percussão, como o atabaque o berimbau.
    A influência africana no português do Brasil, que em alguns casos chegou também à Europa, veio do ioruba, falado pelos negros vindos da Nigéria e notado principalmente no vocabulário relacionado à culinária e à religião e também do quimbundo angolano, em palavras como caçula, cafuné, moleque, maxixe e samba, entre centenas de outros vocábulos.

    Letícia Vieira Maia n°19
    Thaís C. Cunha Gonçalves n°26
    8°A

    ResponderExcluir
  4. Alana n°02 8°ano A
    Eu acho q a escravidao nos esinou muito alem de termos as culturas os escravos nos esinou muito ate demais eles influenciaram o Brasil porque alias se nao tivesse eles o Brasil nao seria o mesmo !!
    Pesquisa :
    A escravidão é a prática que mostra que o ser humano acha que pode mandar em outros, ao qual é imposta tal condição por meio da força. Em algumas cidades a escravidao era como mercadoria. Os preços eram diferentes conforme pela condiçao fisica do escravo, habilidades profissionais, sexo, a idade, a procedência e o destino.
    A exploração do trabalho escravo torna possível a produção de grandes excedentes e uma enorme acumulação de riquezas, contribuindo assim para o desenvolvimento económico e cultural que a humanidade conheceu em dados espaços e momentos: construíram-se diques e canais de irrigação, exploraram-se minas, abriram-se estradas, construíram-se pontes e fortificações, desenvolveram-se as artes e as letras. Nas civilizações escravagistas, não era pela via do aperfeiçoamento técnico dos métodos de produção (que se verifica aquando da Revoluçao Industrial ) que os senhores de escravos procuravam aumentar a sua riqueza; e os escravos, sem qualquer interesse nos resultados do seu trabalho, não se empenhavam na descoberta de técnicas mais produtivas.

    ResponderExcluir
  5. Aiciolly Nº01 e Maria Júlia Nº 2128 de maio de 2010 10:46

    A cultura africana no nosso país é muito importante, pois não interessa se é branco ou negro, rico ou pobre; não podemos julgar as pessoas só pela sua características ou pelo seu modo de vida.
    cultura afro-brasileira o conjunto de manifestações culturais do Brasil que sofreram algum grau de influência da cultura africana desde os tempos do Brasil colônia até a atualidade. A cultura da África chegou ao Brasil, em sua maior parte, trazida pelos escravos negros na época do tráfico transatlântico de escravos. No Brasil a cultura africana sofreu também a influência das culturas europeia (principalmente portuguesa) e indígena, de forma que características de origem africana na cultura brasileira encontram-se em geral mescladas a outras referências culturais

    ResponderExcluir
  6. derick 12
    giovane 14

    surgiu em 1986, por famílias sem-terra que invadiram a região. De imediato, o Zumbi dos Palmares recebeu o nome de Cê que sabe. As famílias que se instalaram no local vieram em grande parte do bairro Aleixo, sendo atraídas pela localização e por habitantes do bairro São José Operário.
    Durante a invasão o Zumbi dos Palmares enfrentou uma elevada taxa de mortalidade infantil. “Morriam cerca de oito a dez crianças por semana no bairro”,nas quais mães desesperadas e sem condições de dar sepultamento digno às crianças mortas, enterravam-nas nos próprios quintais. Para atenuar a situação dramática dos moradores do Zumbi dos Palmares, pesquisadores do Inpa (Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia) iniciaram um trabalho de práticas de higiene e de conscientização ambiental para dar suporte ao atendimento na área de saúde, que conseguiu diminuir a alarmante mortandade entre as crianças.
    Depois da primeira invasão do bairro Zumbi dos Palmares, sete anos depois ocorreram novas invasões no local que deram origens aos Zumbi II e Zumbi III. Enquanto os ocupantes do Zumbi I eram, em sua maioria, exmoradores da comunidade de São Sebastião, no Zumbi II, a ocupação foi feita por moradores vindos do bairro Morro da Liberdade. O bairro passou por um lento processo de implantação de infra-estrutura básica, com suas ruas sendo pavimentadas somente por volta de 1990, após a visita do então governador Amazonino Mendes à localidade.

    ResponderExcluir
  7. A escravidão foi o q formou a cultura do Brasil
    mas foi muito injusta por os portuguesea aproveitavan-se das fra qesae dos indios para maltrata-los.

    A escravidão, também conhecida como escravismo ou escravatura, foi a forma de relação social de produção adotada, de uma forma geral, no Brasil desde o período colonial até o final do Império. A escravidão no Brasil é marcada principalmente pelo uso de escravos vindos do continente africano, mas é necessário ressaltar que muitos indígenas foram vítimas desse processo.
    n°7;20,25

    ResponderExcluir
  8. EDUARDO E JOÃO 8a
    Nos achamos a cultura africana influenciou na capoeira,feijoada , zabumba etc.

    ResponderExcluir
  9. a influencia da cultura africana do nosso cotidiano varias coisas como a comida a capoeira e etc........12e14

    ResponderExcluir
  10. Palavra de: Cindy Vieira 9, Guilherme Henrique 15. 8° A

    A cultura de um país é formada pela cultura de cada um dos seus habitantes. O que nós dos Africanos, sabemos que é impossível dizer a quantidade exata dessa influência, encontramos três principais influencias: A linguagem, a culinária e o folclore.

    Palavras Africanas que influenciam na cultura brasileira:

    A:
    Angu: massa de farinha de trigo ou de mandioca ou arroz.

    B:
    berimbau: instrumento de percussão com o qual se acompanha a

    C:
    cachaça: aguardente.

    D:
    diamba: maconha.

    E:
    Exu: deus africano de potências contrárias ao homem.

    F:
    fubá: farinha de milho.

    G:
    guandu: o mesmo que andu (fruto do anduzeiro), ou arbusto de flores amarelas, tipo de feijão comestível.

    I:
    inhame: planta medicinal e alimentícia com raiz parecida com o cará.


    J:
    jeribata: alcóol; aguardente.

    L:
    libambo: bêbado (pessoas que se alteram por causa da bebida).

    M:
    macumba: religião afro-brasileira.

    O:
    Orixá: divindade secundário do culto jejênago, medianeira que transmite súplicas dos devotos suprema divindade desse culto, ídolo africano.
    P:
    puita: corpo pesado usado nas embarcações de pesca em vez fateixa.

    Q:
    quiabo: fruto de forma piramidal, verde e peludo.

    S:
    samba: dança cantada de origem africana de compasso binário (da língua de Luanda, semba = umbigada).

    T:
    tanga: pano que cobre desde o ventre até as coxas.

    U:
    urucungo: instrumento musical.

    V:
    vatapá: comida.

    X:
    xendengue: magro, franzino.

    Z:
    zumbi: fantasmas.

    ResponderExcluir
  11. A CULTURA AFRICANA ESTÁ EM TUDO,NO SAMBA,NO AXÉ,NA CULINARIA ETC,MAS DEIXOU VARIAS MARCAS COMO PRECONCEITO,INDIVIDUALISMO.
    DAIANA 10

    ResponderExcluir
  12. BRUNA n°2
    Quando nós falamos de escravidão a primeira ideia que vem na nossa cabeça é tristeza, dor e muito mais,mais tambem lembramos que a escravidão tambem nos ajudou a dar uma nova historia para o Brasil e com a escravidão tambem trouxe muitas culturas como a capoeira,samba,feijoada,e a religião da umbanda entre outros...
    eu naum concordo com o preconceito porque todo mundo é igual naum importa a cor de pele ou de cabelo isso naum nos torna difernte do outro ou menos que outra pessoa é isso que eu penso e acho do texto.
    PESQUISA
    A cultura da África chegou ao Brasil, em sua maior parte, trazida pelos escravos negros na época do tráfico transatlântico de escravos. No Brasil a cultura africana sofreu também a influência das culturas europeia (principalmente portuguesa) e indígena, de forma que características de origem africana na cultura brasileira encontram-se em geral mescladas a outras referências culturais.

    ResponderExcluir
  13. Rodrigo Siqueira nº20 e João Pedro nº8 -8ºano B


    A escravidão é a prática que mostra que o ser humano acha que pode mandar em outros, ao qual é imposta tal condição por meio da força. Em algumas cidades a escravidao era como mercadoria. Os preços eram diferentes conforme pela condiçao fisica do escravo, habilidades profissionais, sexo, a idade, a procedência e o destino.
    Podemos destacar a presença afro-brasileira na nossa língua, de proveniência africana temos as seguintes palavras: cachaça, moleque, quindim, jiló, macumba, marimbondo, cochilo, tanga, samba, maxixe, zabumba, acarajé, carimbó, canjica, etc.
    A influência africana no português do Brasil, que em alguns casos chegou também à Europa, veio do ioruba, falado pelos negros vindos da Nigéria e notado principalmente no vocabulário relacionado à culinária e à religião e também do quimbundo angolano, em palavras como caçula, cafuné, moleque, maxixe e samba, entre centenas de outros vocábulos.

    ResponderExcluir
  14. Gustavo n°5 Rafael n°18 Tiago Messano n°25 8°B
    A cultura africana passa despercebida por nós,mas na verdade esta no nosso cotidiano e no nosso dia-a-dia .
    Ela esta presente nas danças ,comidas,religiões e outras coisas relacionadas a cultura.


    pesquisa...
    Denomina-se cultura afro-brasileira o conjunto de manifestações culturais do Brasil que sofreram algum grau de influência da cultura africana desde os tempos do Brasil colônia até a atualidade. A cultura da África chegou ao Brasil, em sua maior parte, trazida pelos escravos negros na época do tráfico transatlântico de escravos.
    Traços fortes da cultura africana podem ser encontrados hoje em variados aspectos da cultura brasileira, como a música popular, a religião, a culinária, o folclore e as festividades populares.

    ResponderExcluir
  15. Luísa Prudente n°11
    Joana Pêcego n°07
    A escravidão africana foi um momento terrível para a história do Brasil.Porque mesmo os escravos tendo sua abolição, eles não conseguiram isso sozinhos (foi a princesa Isabel que assinou a lei Áurea, por motivos capitalistas); E hoje os descendentes de escravos nem comemoram o dia 13/05.
    Na época que os negros (africanos) eram tratados como escravos, era um sofrimento enorme, eles eram obrigados a trabalhar o dia inteiro, sem direito a salário, comiam sobras, eram vendidos (a preço de boi) expostos em mercados como mercadoria, quando tentavam fugir para conseguir sua liberdade ou desobedecia os seus ‘’senhores’’ eram castigados fortemente.
    Mas a história não é inteira assim, ruim, apesar disso , eles deixaram muito de sua linda e maravilhosa cultura aqui no Brasil, como:
    Os africanos contribuíram para a cultura brasileira em uma enormidade de aspectos: dança, música, religião, culinária e idioma.
    Religião: Os bantos, nagôs e jejes no Brasil colonial criaram o candomblé, religião afro-brasileira baseada no culto aos orixás praticada atualmente em todo o território. Largamente distribuída também é a umbanda, uma religião sincrética que mistura elementos africanos com o catolicismo e o espiritismo, incluindo a associação de santos católicos com os orixás.
    Culinária: A influência da cultura africana é também evidente na culinária regional, especialmente na Bahia, onde foi introduzido o dendezeiro, uma palmeira africana da qual se extrai o azeite-de-dendê. Este azeite é utilizado em vários pratos de influência africana como o vatapá, o caruru e o acarajé.
    Mú sica: a cultura africana contribuiu com os ritmos que são a base de boa parte da música popular brasileira. Gêneros musicais coloniais de influência africana, como o lundu, terminaram dando origem à base rítmica do maxixe, samba, choro, bossa-nova e outros gêneros musicais atuais. Também há alguns instrumentos musicais brasileiros, como o berimbau, o afoxé e o agogô, que são de origem africana. O berimbau é o instrumento utilizado para criar o ritmo que acompanha os passos da capoeira, mistura de dança e arte marcial criada pelos escravos no Brasil colônial.

    ResponderExcluir
  16. Sthefany Souza dos Santos nº 22 8ºano B
    Liana Souza Silva Martins nº 09 8ºano B

    Por causa dos afro-americanos hoje temos no Brasil varias de suas influências.
    O texto mostra que o encontro da cultura afro-americana e com a da portuguesa formam a " brasileira" com várias influências !
    Pesquisa :

    Culinária
    A feijoada brasileira, considerada o prato nacional do Brasil
    A culinária baiana é a que mais demonstra a influência africana nos seus pratos típicos como acarajé, vatapá e moqueca.Estes pratos sao preparados com o azeite-de-dendê, extraído de uma palmeira africana trazida ao Brasil em tempos coloniais. Na Bahia existem duas maneiras de se preparar estes pratos "afros". Numa, mais simples, as comidas não levam muito tempero e são feita nos terreiros de candomblé para serem oferecidas aos orixás. Na outra maneira, empregada fora dos terreiros, as comidas são preparadas com muito tempero e são mais saborosas, sendo vendidas pelas baianas do acarajé e degustadas em restaurantes e residências.

    Esporte
    Capoeira é uma arte marcial criada por escravos negros no Brasil durante o período colonial. Conta-se que os escravos diziam aos senhores que era apenas uma dança e, então, o treino era permitido. Assim, a capoeira é sempre praticada com instrumentos de percussão, música cantada, dança e, em algumas versões, acrobacias.

    Música
    A música popular brasileira é fortemente influenciada pelos ritmos africanos. As expressões de música afro-brasileira mais conhecidas são o samba, maracatu, ijexá, coco, jongo, carimbó, lambada e o maxixe.

    Instrumentos afro-brasileiros
    • Afoxé
    • Agogô
    • Atabaque
    • Berimbau
    • Tambor
    • Xequerê

    Religião
    Algumas religiões afro-brasileiras ainda mantém quase que totalmente suas raízes africanas, como é o caso do Candomblé e do Xangô do Nordeste; outras formaram-se através do sincretismo religioso, como o Batuque, o Xambá e a Umbanda. Em maior ou menor grau, as religiões afro-brasileiras mostram influências do Catolicismo e da encataria europeia, assim como da pajelança ameríndia

    ResponderExcluir
  17. Raíssa Fortes-8° ano B n° 19
    A cultura africana é muito rica.
    O Brasil foi formado pelo conjunto de culturas diversificadas do mundo todo!
    Muitas pessoas quando pensam em uma das culturas que ajudou a formar o Brasil, a cultura africana, já pensam em descartá-la, mesmo ela sendo muito importante.
    Recebemos influência africana principalmente na música, na religião, na culinária e semelhante à cultura indígena, nas palavras e objetos.
    Na minha opinião, nenhum brasileiro de sangue e coração, deveria ter preconceito contra o negro e o indígena , já que esses, ajudaram e muito na construção do Brasil !

    ResponderExcluir
  18. Giovanna Borges. N°04/8°B

    Acho que a escravidão africana no Brasil foi muito violenta, foi como um processo de desumanização com os africanos, começando quando eles eram tirados de suas tribos e colocados nos navios negreiros, onde ficavam no porão. Quando chegavam ao Brasil eles ficavam expostos como objetos para os senhores comprarem.
    O trabalho deles era de “sol a sol”, para eles serem livres tinha que comprar a sua liberdade, o preço da liberdade era o preço que o senhor comprou o escravo, se o escravo custasse 10 mil reais, ele tinha que juntar 10 mil reais para pagar sua liberdade, e ele compraria se o senhor o deixasse comprar a liberdade, existiam casos que o senhor dava de presente a liberdade do escravo.
    A Influência da cultura africana
    -Culinária
    A feijoada brasileira, considerada o prato nacional do Brasil, é frequentemente citada como tendo sido criada nas senzalas e ter servido de alimento para os escravos na época colonial.
    A culinária baiana é a que mais demonstra a influência africana nos seus pratos típicos como acarajé, vatapá e moqueca.
    -Música
    A música popular brasileira é fortemente influenciada pelos ritmos africanos. As expressões de música afro-brasileira mais conhecidas são o samba, maracatu, ijexá, coco, jongo, carimbó, lambada e o maxixe.
    Instrumentos afro-brasileiros
    • Afoxé
    • Agogô
    • Atabaque
    • Berimbau
    • Tambor
    • Xequerê

    ResponderExcluir
  19. Verônika Biondi n° 26 8°ano B
    Maria Eugênia n° 13

    A influência africana no Brasil

    A cultura africana influenciou varias coisas em vários estados brasileiros, Maranhão, Pernambuco, Alagoas, Bahia, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Rio Grande do Sul foram os mais influenciados pela cultura de origem africana , como na culinária(feijoada),musicas( samba, maracatu, lambada e etc ), e etc .
    A maioria dessas influências foram os escravos africanos que troxeram, desde o Brasil colônia até hoje, mas a maioria das influências vieram na época do tráfico transatlântico de escravos.
    No Brasil a cultura africana sofreu também a influência das culturas europeia (principalmente portuguesa) e indígena, de forma que características de origem africana na cultura brasileira encontram-se em geral mescladas a outras referências culturais.

    ResponderExcluir
  20. Todos nós brasileiros somos preconseituosos
    O prinsipais que sofren com isso são os negros
    Pela sua cor e seu jeito de coagir
    Alem disso todos nos somos seres humanos não importa a diferemça por fora pois somoms iguais por dentro
    Alem disso a nossa raça e negra pois temos o mesmo sangue não importa da onde somos nem da onde viemos as pessoas se intereçam por coissas que não tem nada a vê.
    Por isso digo: ‘’respoito é bom e todos gostam”.
    8 ano b
    daniel/pedro

    ResponderExcluir
  21. - Comentario sobre o texto :
    A escravidão africana foi " a base " da criação da história do Brasil e para que se compreenda a situação atual de desigualdade no planeta . Foi uma época onde o negro, sofreu muito preconceito , devido a sua cor e sua nacionalidade . Eles, possuiam uma excelente mão-de-obra que era explorada em beneficios para os outros.
    Esse processo ocorria da seguinte forma :
    O negro era capturado por tribos rivais, que o usava como produto de venda . O vendia e mandava para o Brasil, atraves de um navio chamado de Navio Negreiro, nele não possuia conforto, higiene, e tals ... . Ao chegar no Brasil , eram mandandos para as terras dos Senhores, onde trabalhariam o resto de sua vida como escravos , raramente conseguiam sua liberdade . Para isso precisava juntar dinheiro e comprar sua liberdade, onde muitas das vezes não eram conquistada , pois para conseguir dinheiro vendiam seus produtos, e tinha muito pouco tempo para cuidar dos mesmos !


    - A influencia da Cultura Africana no Brasil :

    A partir da chegada dos Negros ao Brasil , nossa cultura passou a ser muito influenciada em diferentes pontos . Um desses pontos são as palavras que usamos hoje em dia , como : cachaça, moleque, quindim, jiló, macumba, cochilo, tanga, samba, maxixe, zabumba, acarajé, carimbó, canjica, marimbondo e etc . Também se destacam vários nomes como, por exemplo Jurema, Iuri, Joaquim, Jusefa, etc . Não podemos esquecer também, da influencia da culinária africana no Brasil como , paçoca, feijoada, quindim, tapioca, bolo de fubá, acarajé, vacapá, bobó, feijão mulatinho, dendê, inhame e aipim . Influenciou também no estilo de dança, como na capoeira e no samba . Trouxe para o Brasil a religião conhecida como Candomblé, que se concentra mais na região Nordeste, especialmente na Bahia .


    Mariana Mattos - 14 . 8º B
    Ana Beatriz - 28 . 8º B

    ResponderExcluir
  22. Tatiane Modesto nº23
    8º ano B

    Os Brasileiros tem muito preconceito com os Negros e com os Indigenas, mas a maior parte destes não sabem que um simples movimento ou ato é da cultura dos Indigenas e dos Negros. O nosso costume de tomar banho todo dia, vem dos Indigenas, e a nossa feijoada veio dos escravos Negros.
    As influências indígenas e africanas deixaram marcas no âmbito da música, da culinária, do folclore, do artesanato, dos caracteres emocionais e das festas populares do Brasil, assim como centenas de empréstimos à língua portuguesa. É evidente que algumas regiões receberam maior contribuição desses povos: os estados do Norte têm forte influência das culturas indígenas, enquanto algumas regiões do Nordeste têm uma cultura bastante africanizada, sendo que, em outras, principalmente no sertão, há uma intensa e antiga mescla de caracteres lusitanos e indígenas, com menor participação africana.

    ResponderExcluir
  23. Mariana Neves nº15 Anelize nº01

    A cultura brasileira, ao longo do tempo, foi influenciada por varias culturas, inclusive a cultura africana.
    Algumas dessas influencias sao a capoeira e o samba...
    Os africanos eram as maos e os braços do Brasil porque eles faziam todo o trabalho: plantavam, colhiam, arrumavam a fazenda e etc...
    Mesmo quando eles compravam sua liberdade-trabalhando para outras pessoas no domingo, vendendo o que plantavam na sua hortinha...- eles eram injustiçados, muitas pessoas não os tratavam com repeito mesmo quando eles viravam senhores.
    Em 1888, foi assinada a lei Aurea,pela "Santa" princesa Isabel, o que possibilitou aos escravos serem livres, porém, os senhores, nao queriam o trabalho deles, porque preferiam contratar pessoas brancas, vieram para cá varias pessoas italianas, japonesas, etc.

    PESQUISA:
    A cultura brasileira é um grande conjunto de culturas, que sintetizam as diversas etnias que formam o povo brasileiro. Por essa razão, não existe uma cultura brasileira homogênea, e sim um mosaico de diferentes vertentes culturais que formam, juntas, a cultura do Brasil.
    A cultura africana chegou ao Brasil com os povos escravizados trazidos da Africa durante o longo período em que durou o trfico negreiro transatlântico. A diversidade cultural da África refletiu-se na diversidade dos escravos, pertencentes a diversas etnias que falavam idiomas diferentes e trouxeram tradições distintas. Os africanos trazidos ao Brasil incluíram bantos, nagôs e jejes, cujas crenças religiosas deram origem às religiões afro-brasileiras, e os hauçás e malês, de religião islâmica e alfabetizados em árabe. Assim como a indígena, a cultura africana foi geralmente suprimida pelos colonizadores. Na colônia, os escravos aprendiam o português, eram batizados com nomes portugueses e obrigados a se converter ao catolicismo.
    Os africanos contribuíram para a cultura brasileira em uma enormidade de aspectos: dança, música, religião, culinária e idioma. Essa influência se faz notar em grande parte do país; em certos estados como Bahia, Maranhão, Pernambuco, Alagoas, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Rio Grande do Sul a cultura afro-brasileira é particularmente destacada em virtude da migração dos escravos.

    ResponderExcluir
  24. O continente africano caracteriza-se pela diversidade cultural. A História desse continente é rica e esta intimamente ligada à História do Brasil. Os africanos, trazidos para nosso país como escravos, entre os séculos XVI e XIX, enriqueceram a cultura brasileira com seus costumes, rituais religiosos, culinária, danças e muito mais. Somente no século XIX, com o movimento abolicionista, os negros ganharam a liberdade com a assinatura da Lei Áurea em 1888 pela princesa Isabel.

    Pesquisa
    Religião
    Os negros trazidos da África como escravos geralmente eram imediatamente batizados e obrigados a seguir o Catolicismo. A conversão era apenas superficial e as religiões de origem africana conseguiram permanecer através de prática secreta ou o sincretismo com o catolicismo.
    Culinária
    A feijoada brasileira, considerada o prato nacional do Brasil, é frequentemente citada como tendo sido criada nas senzalas e ter servido de alimento para os escravos na época colonial. Atualmente, porém, considera-se a feijoada brasileira uma adaptação tropical da feijoada portuguesa que não foi servida normalmente aos escravos. Apesar disso, a cozinha brasileira regional foi muito influenciada pela cozinha africana, mesclada com elementos culinários europeus e indígenas.
    Capoeira
    Capoeira é uma arte marcial criada por escravos negros no Brasil durante o período colonial. Conta-se que os escravos diziam aos senhores que era apenas uma dança e, então, o treino era permitido. Assim, a capoeira é sempre praticada com instrumentos de percussão, música cantada, dança e, em algumas versões, acrobacias.
    A capoeira é marcada por movimentos que enganam o oponente, geralmente feitos no solo ou completamente invertidos.
    Recentemente, a capoeira tem sido bastante popularizada, sendo até o tema de vários jogos de computador e filmes. Freqüentemente é mencionada na música popular brasileira.

    Música e dança
    A música criada pelos afro-brasileiros é uma mistura de influências de toda a África subsaariana com elementos da música portuguesa e, em menor grau, ameríndia, que produziu uma grande variedade de estilos.
    A música popular brasileira é fortemente influenciada pelos ritmos africanos. As expressões de música afro-brasileira mais conhecidas são o samba, maracatu, ijexá, coco, jongo, carimbó, lambada e o maxixe.
    Como aconteceu em toda parte do continente americano onde houve escravos africanos, a música feita pelos afro-descendentes foi inicialmente desprezada e mantida na marginalidade, até que ganhou notoriedade no início do século XX e se tornou a mais popular nos dias atuais.

    Jéssica Carneiro n°06 e Camilla Zappa n°27

    ResponderExcluir

Por favor, coloque seu nome e alguma identificação (cidade, profissão ou instituição).

Se for aluno do RAFAEL, coloque seu nome e série !

Os comentários NÃO são publicados diretamente no BLOG !!! Primeiro eu leio, aceito e posteriormente eles entram no ar ! ! ! !

= ]