08/06/2010

Um Dia Na Idade Média...

Atividade do 1º ano EM

Oi, e ai? Beleza? Você já imaginou passar um dia na Idade Média? Certamente não, afinal como viver em uma época “sinistra” e que muitos chamam de Idade das Trevas? E como se não bastasse trata-se de uma época que a maioria vivia para não ir para o inferno e que não havia computador! Como viver assim? No entanto, a Idade Média era bem agitada! Eu disse agitada, não disse que era uma festa ou balada. Muito pelo contrário...
Se você fosse um camponês, sua vida seria controlada pelo senhor local, você teria de trabalhar para ele em seu senhoril. Alguns camponeses eram os servos e não eram livres nem mesmo para sair do senhoril. Nas festas, a comida era maravilhosamente decorada e trazia alguma surpresa. Aves vivas eram colocadas dentro de tortas e saiam voando da sala de jantar. Mas é claro que isso só se você fosse rico, pois para os pobres a comida era sempre sem surpresa e bem monótona. Se você morasse nas cidades, sua vida seria suja, barulhenta, malcheirosa e muito curta.



Realmente a vida era complicada, mas “vá”, também tinha diversão! Além das festas que sigam o calendário cristão, havia diversão no levantamento de fundos nas “cervejadas da Igreja”, havia espetáculos e competições esportivas nas aldeias, como por exemplo, os jogos de futebol que às vezes eram tão violentos que eram proibidos. Isso sem falar nas animadas tabernas, nos jogos de xadrez, de baralho e de dados.
A Igreja Católica era a instituição religiosa mais poderosa, mandava e desmandava. Ela só passou a ser criticada no final da Idade Média, pois seus sacerdotes e líderes vivam luxuosamente, negligenciando os deveres paroquiais e por se envolverem duramente na política. Isso sem falar da Santa Inquisição.


O seu desafio, depois de comentar sobre o texto e a vida na Idade Média, é pesquisar e escrever resumidamente sobre a Santa Inquisição.

16 comentários:

  1. talvez eu queira viver na idade média, pois era mais divertida e não dependia tanto da tecnologia como nos dias de hoje...

    Santa Inquisição

    "Não permitirás que viva uma feiticeira".
    (Êxodo – Cap. XXII – Versículo XVIII)

    A Santa Inquisição teve seu início no ano de 1184, em Verona, com o Papa Lúcio III. Em 1198, o Papa Inocêncio III já havia liderado uma cruzada contra os albigenses (hereges do sul da França), promovendo execuções em massa. Em 1229, sob a liderança do Papa Gregório IX, no Concílio de Tolouse, foi oficialmente criada a Inquisição ou Tribunal do Santo Ofício. Em 1252, o Papa Inocêncio IV publicou o documento intitulado Ad Exstirpanda, que foi fundamental na execução do plano de exterminar os hereges. O Ad Exstirpanda foi renovado e reforçado por vários papas nos anos seguintes. Em 1320, a Igreja (a pedido do Papa João XXII) declarou oficialmente que a Bruxaria, e a Antiga Religião dos pagãos constituíam um movimento e uma "ameaça hostil" ao cristianismo.
    Os inquisidores, cidadãos encarregados de investigar e denunciar os hereges, eram doutores em Teologia, Direito Canônico e Civil. Inquisidores e informantes eram muito bem pagos. Todos os que testemunhassem contra uma pessoa supostamente herege, recebiam uma parte de suas propriedades e riquezas, caso a vítima fosse condenada.
    Os inquisidores deveriam ter no mínimo 40 anos de idade. Sua autoridade era outorgada pelo Papa através de uma bula, que também podia incumbir o poder de nomear os inquisidores a um Cardeal representante, bem como a padres e frades franciscanos e dominicanos. As autoridades civis, sob a ameaça de excomunhão em caso de recusa, eram ordenadas a queimar os hereges. Camponeses eram incentivados (ludibriados com a promessa de ascenderem ao reino divino ou através de recompensas financeras) a cooperarem com os inquisidores. A caça às Bruxas tornou-se muito lucrativa.
    Geralmente as vítimas não conheciam seus acusadores, que podiam ser homens, mulheres e até crianças. O processo de acusação, julgamento e execução era rápido, sem formalidades, sem direito à defesa. Ao réu, a única alternativa era confessar e retratar-se, renunciar sua fé e aceitar o domínio e a autoridade da Igreja Católica. Os direitos de liberdade e de livre escolha não eram respeitados. Os acusados eram feitos prisioneiros e, sob tortura, obrigados a confessarem sua condição herética. As mulheres, que eram a maioria, comumente eram vítimas de estupro. A execução era realizada, geralmente, em praça pública sob os olhos de todos os moradores. Punir publicamente era uma forma de coagir e intimidar a população. A vítima podia ser enforcada, decapitada, ou, na maioria das vezes, queimada.


    Danilo Lisboa nº 7
    Matheus Takenouchi nº 21

    ResponderExcluir
  2. Jean Kenned N°11 Andrew Ramos N°04

    No século IV, quando o Cristianismo se propagava, a Igreja Católica havia tomado santuários e templos sagrados de povos pagãos, para implantar sua religiosidade e erigir suas igrejas. Nos primórdios do Catolicismo, acreditavam que os pagãos continuariam a freqüentar estes lugares sagrados para reverenciarem seus Deuses. Mas com o passar do tempo, assimilariam o cristia- nismo substituindo o paganismo, através da anulação.

    PESQUISA
    A Santa Inquisição teve seu início no ano de 1184, em Verona, com o Papa Lúcio III. Em 1198, o Papa Inocêncio III já havia liderado uma cruzada contra os albigenses (hereges do sul da França), promovendo execuções em massa. Em 1229, sob a liderança do Papa Gregório IX, no Concílio de Tolouse, foi oficialmente criada a Inquisição ou Tribunal do Santo Ofício. Em 1252, o Papa Inocêncio IV publicou o documento intitulado Ad Exstirpanda, que foi fundamental na execução do plano de exterminar os hereges. O Ad Exstirpanda foi renovado e reforçado por vários papas nos anos seguintes. Em 1320, a Igreja (a pedido do Papa João XXII) declarou oficialmente que a Bruxaria, e a Antiga Religião dos pagãos constituíam um movimento e uma "ameaça hostil" ao cristianismo.

    Os inquisidores, cidadãos encarregados de investigar e denunciar os hereges, eram doutores em Teologia, Direito Canônico e Civil. Inquisidores e informantes eram muito bem pagos. Todos os que testemunhassem contra uma pessoa supostamente herege, recebiam uma parte de suas propriedades e riquezas, caso a vítima fosse condenada.

    Os inquisidores deveriam ter no mínimo 40 anos de idade. Sua autoridade era outorgada pelo Papa através de uma bula, que também podia incumbir o poder de nomear os inquisidores a um Cardeal representante, bem como a padres e frades franciscanos e dominicanos. As autoridades civis, sob a ameaça de excomunhão em caso de recusa, eram ordenadas a queimar os hereges. Camponeses eram incentivados (ludibriados com a promessa de ascenderem ao reino divino ou através de recompensas financeras) a cooperarem com os inquisidores. A caça às Bruxas tornou-se muito lucrativa.
    Geralmente as vítimas não conheciam seus acusadores, que podiam ser homens, mulheres e até crianças. O processo de acusação, julgamento e execução era rápido, sem formalidades, sem direito à defesa. Ao réu, a única alternativa era confessar e retratar-se, renunciar sua fé e aceitar o domínio e a autoridade da Igreja Católica. Os direitos de liberdade e de livre escolha não eram respeitados. Os acusados eram feitos prisioneiros e, sob tortura, obrigados a confessarem sua condição herética. As mulheres, que eram a maioria, comumente eram vítimas de estupro. A execução era realizada, geralmente, em praça pública sob os olhos de todos os moradores. Punir publicamente era uma forma de coagir e intimidar a população. A vítima podia ser enforcada, decapitada, ou, na maioria das vezes, queimada.

    ResponderExcluir
  3. Letícia Campanati Povoleri n°13
    Marcella Quintanilha Rebello Lenzi Horta n°15
    Mariane Veiga Martins de Mello n°19

    A Idade Média começou com uma crise interna do Império Romano e com invasões bárbaras que transformaram a Europa. Essas ondas de invasões bárbaras acabam com o Império Romano e com o Reino Franco, junto delas o Feudalismo na Europa .
    Nessa época muitas coisas erradas aconteceram em relaçáo ao poder , a sociedade sem mobilidade, as invasões e as condições que eles viviam . As pessoas da época não tinham muitas coisas que hoje não damos valor ; A igreja mandava e desmandava ; Os Susseranos e Vassalos tinham servos para trabalhar para eles e contudo os servos pagavam dividas e impostos absurdos. Não gostariamos de viver nessa época nunca.

    A Santa Inquisição foi um período em que a igreja Católica questionava judicialmente quem, de qualquer forma critica, vai contra as ordens da igreja Católica. Isso num período em que ela era o centro das atenções, mandava e desmandava . Achamos que esse período foi um período muito doloroso para as pessoas, onde não podiam expressar opiniões, pensamentos e desejos. As pessoas viviam como escravos da igreja, o que era um absurdo.

    ResponderExcluir
  4. 1º ano

    Yan Oliveira nº30
    Mathaeus Vinicius º20

    Concerteza a Idade Média foi uma contradição:existia riqueza dos senhorios e a igreja controlando,fazendo,assim,uma sociedade organizada;do outro lado,pobreza dos camponeses e tabernas com prostituição escancarada.Ao mesmo tempo que é organizada era tbm uma baderna.Também foi muito violenta (talvez por isso o nome “idade das trevas”) com a inquisição e as batalhas contra os bárbaros que,às vezes,existiam.

    Santa Inquisição

    A Inquisição foi um tribunal criado pelo Papa Gregório IX para condenar todos aqueles que eram contra os dogmas pregados pela Igreja Católica. O Tribunal do Santo Ofício da Inquisição mandou para a fogueira milhares de pessoas que eram consideradas hereges (praticante de heresias; doutrinas ou práticas contrárias ao que é definido pela Igreja Católica) por praticarem atos considerados bruxaria, heresia ou simplesmente por serem praticantes de outra religião que não o catolicismo.Em 1252,o Papa Inocêncio IV publica um documento, o “Ad Exstirpanda”, onde autoriza o uso da tortura como forma de conseguir a conversão. O documento é renovado pelos papas seguintes reforçando o poder da Igreja e a perseguição. O pior período da Inquisição foi durante a chamada Inquisição Espanhola (Século XV ao Século XIX). De caráter político, alguns historiadores afirmam que a Inquisição Espanhola foi uma forma que Fernando de Aragão encontrou de perseguir seus opositores, conseguir o poder total sobre os reinos de Castela e Aragão (Espanha) e ainda expulsar os judeus e muçulmanos.

    ResponderExcluir
  5. A Inquisição foi criada na Idade Média (século XIII) e era dirigida pela Igreja Católica Romana. Ela era composta por tribunais que julgavam todos aqueles considerados uma ameaça às doutrinas (conjunto de leis) desta instituição. Todos os suspeitos eram perseguidos e julgados, e aqueles que eram condenados, cumpriam as penas que podiam variar desde prisão temporária ou perpétua até a morte na fogueira, onde os condenados eram queimados vivos em plena praça pública.
    Comentário:
    A vida na idade média era muito difícil, pois se você nascesse como “povo” seria assim o resto de sua vida e seus filhos e netos também teriam a divida de seu pai e assim sucessivamente. Além de tudo que era bom de fazer era proibido e condenado pela igreja.
    Giulio Carlo Carotti nº10
    Rodrigo Rocha Nogueira nº26
    1°EM
    :D

    ResponderExcluir
  6. Stephanie e Penelope 27 - 23
    Pessoalmente nós não gostaríamos de viver na idade média, era tudo muito restringido tudo era "pecado" e se você fizesse qualquer coisa, por menor que fosse, se a igreja não tivesse de acordo, você automaticamente iria para o inferno.
    A desigualdade que existia naquela época era parte por causa da igreja que dizia que era necessário essas diferenças para que houvesse ordem e, também por parte da nobreza que obviamente queria continuar no quase topo da pirâmide de desigualdade que existia naquela época.


    A Inquisição medieval foi fundada em 1184 no Languedoc (sul da França) para combater a heresia dos cátaros ou albigenses.
    Em outra palavras, Santa Inquisição, significa "questionar judicialmente aqueles que, de uma forma ou de outra, se opõem aos preceitos da Igreja Católica".
    Dessa forma, a Santa Inquisição, também conhecida como Santo Ofício, foi um tribunal eclesiástico criado com a finalidade "oficial" de investigar e punir os crimes contra a fé católica. Na prática, os pagãos representavam uma constante ameaça à autoridade clerical e a Inquisição era um recurso para impor à força a supremacia católica, exterminando todos que não aceitavam o cristianismo nos padrões impostos pela Igreja.

    ResponderExcluir
  7. A vida na Idade Média era muito diferente da que conhecemos hoje. Nessa altura, na Europa, o sistema que governava os países era a monarquia. Quem tinha o poder era o rei, que administrava a política, a justiça, a economia e declarava guerra quando achava necessário. Havia três classes principais: o Clero, a Nobreza e o povo. O clero era composto pelos sacerdotes, monges, frades e bispos e cardeais. A nobreza eram os senhores fidalgos, os cavaleiros. O povo era todo o resto de pessoas, como se eles não servissem para nada, são eles: camponeses, comerciantes, burgueses, etc.
    A principal atividade econômica era a Agricultura. A caça também era uma atividade importante , tanto praticada pelo povo como pelos senhores. O povo geralmente não tinha propriedades, trabalhavam como servos para a nobreza. As guerras e as armas principalmente eram de ferro. As guerras eram constantes, eram lutas pela posse de certo território. As casas do povo eram muitas vezes de pedra e madeira com telhados de colmo. A educação era ministrada apenas em mosteiros e de uma maneira geral o povo era analfabeto. Roupas eram de tecidos produzidos em teares artesanais e confeccionadas em costureiros e alfaiates. Nós achamos que na Idade Média era tudo muito desagradável: deitavam as necessidades para a rua e quem apanhasse ficava a cheirar mal. Quem arrancava os dentes eram os barbeiros e outras pessoas. Desde a Idade Média até agora mudaram muitas coisas. Se não, não éramos por exemplo, saudáveis.

    PESQUISA:A Santa Inquisição foi uma espécie de tribunal religioso criado na Idade Média para condenar todos aqueles que eram contra os dogmas pregados pela Igreja Católica.
    Foi um tribunal eclesiástico criado com a finalidade "oficial" de investigar e punir os crimes contra a fé católica.
    Era um recurso para impor à força a supremacia católica, exterminando todos que não aceitavam o cristianismo nos padrões impostos pela Igreja.
    A Santa Inquisição passou a ser utilizada também como um meio de constrangimento, de forma a manipular as autoridades como meio de obter vantagens políticas.

    NOMES:Ananda Ribeiro Mira nº03
    Mariane Maria Guimarães Rocha nº18 /1ºEM

    ResponderExcluir
  8. Jorge Senne nº 12
    Pedro Henrique nº 22
    oi, como vai você ?
    Nós nao gostariamos de viver na idade média.
    Foi um período de muita violencia e opressao aos menos favorecidos...
    Nós viveriamos muito sujos, sem muita diversao.
    Hoje a tecnologia está mais desenvolvida, tornando sua vida mais tranquila, mais facil, com computadores, maquinas e etc.
    O periodo da idade media foi marcado pelo grande poder que a ingreja catolica possuia, e ela interferia prufunda e duramente na politica, favorecendo-se e oprimindo a classe mais baixa.

    A samta inquisiçao teve inicio no ano de 1184.
    Santa inquisiçao foi a forma da igreja catolica indagar, questionar judicialmente aqueles que se opoem à igreja catolica. a Santa Inquisição passou a ser utilizada também como um meio de coação, de forma a manipular as autoridades como meio de obter vantagens políticas.
    Teve tambem a caça às bruxas. Em 1320, a Igreja declarou oficialmente que a Bruxaria, e a Antiga Religião dos pagãos constituíam um movimento e uma "ameaça hostil" ao cristianismo.
    Os informantes eram muito bem pagos. Eles ficavam com parte do lucro de uma pessoa, se ela fosse culpada. Todos podiam ser acusados. Mulheres, crianças e homens. Eles não sabiam que seriam acusados, eram pegos e obrigados a confessar que eram bruxos, torturados em praça publica,as mulheres em geral eram ate alvo de estupro, para intimidar a populaçao que olhava, e provar o poder da igreja catolica.

    ResponderExcluir
  9. Amanda Ribeiro n º 02
    Barbara Ávila nº05


    Naquele tempo a vida das pessoas na idade média não era igual a nossa. Não existia a popular balada que hoje existe, muito pelo contrario haviam festas super decoradas e com surpresas.
    Diferente de hoje havia camponeses que não eram livres, e trabalhavam servindo aos seus lideres.
    hoje em dia as coisas são bem diferentes, nenhuma pessoa iria conseguir agüentar que sua vida fosse controlada, e que tivéssemos que servir a um” senhoril”.seria horrível não termos a liberdade que temos hoje!
    apesar das diferenças sociais hoje isso não conta tanto como antigamente, pois até em festas os pobres eram totalmente desqualificados e não tinham direito nem de se divertir como os ricos.



    Pesquisa : santa inquisição

    Teve inicio no sec IV,quando o Cristianismo tomava conta.Nessa espoca a igreja católica havia tomado santuários e templos sagrados de povos ricos que usavam para adorar seus deuses
    Mas a idéia e a estratégia do igreja católica não funcionou e foi ai q a Inquisição (as autoridades eclesiástica) tentaram apagar a figura da Grande Deusa, como principal divindade cultuada sobre todos os extremos da Terra.
    Inquisição é o ato de inquirir, isto é, indagar, investigar, interrogar judicialmente

    ResponderExcluir
  10. Antigamente, as pessoas viam o mundo de forma diferente, com suas limitações, suas vantagens e desvantagens, e com grandes diferenças sociais. Como por exemplo as divisões de terra, e também um “pacto” de fidelidade com o senhorio.
    Naquela época, não existiam escravos, como aprendemos nas aulas de história.
    Como bem diz o texto, a Idade Média para nós, pode parecer uma coisa monótona, mas a “tecnologia” daquele tempo, proporcionava diversão e aprendizado.

    Santa Inquisição:

    Era um tribunal criado para punir todos aqueles que eram contra os preceitos da Igreja Católica. Foi fundado pelo Papa Gregório IX.
    O Tribunal mandou para a fogueira milhares de pessoas que eram contra a igreja, considerados hereges.
    O Tribunal era bastante rigoroso quanto à condenação. O réu não tinha direito à saber o porquê e nem por quem havia sido condenado, não tinha direito a defesa e bastavam apenas duas testemunhas como prova.


    Mariane França Nº17
    Bárbara Corrêa Nº31

    ResponderExcluir
  11. Rafael Silva n°24 e Édson Ribeiro n°8
    Já imaginamos sim...
    Seria uma coisa sinistra pois você seria controlado por um Rei onde você teria que viver de favores a ainda ele que dava a terra e você trabalhava pra manter sua vida e seu família, anda por cima ficava endividado por anos e anos e apenas alguns conseguiam a liberdade pois as contas aumentavam no q hj é chamado de JUROS, infelizmente o sistema social daquela época é diferente da nossa, onde uma pessoa q nasceu pobre não podia subir pra nobreza ou algum nobre descer para o povo, raras exceções como um nobre casar com uma camponesa.

    Inquisição
    A Inquisição foi criada pelo Papa Gregório IX em 20 de abril de 1233, e tinha o caráter de instituição judicial cujos objetivos eram localizar, processar e sentenciar pessoas culpadas de heresia. O Tribunal do Santo Ofício da Inquisição mandou para a fogueira milhares de pessoas que eram consideradas hereges ( contrárias ao que é definido pela Igreja Católica ) por praticarem atos considerados bruxaria, heresia ou simplesmente por serem praticantes de outra religião, e não do catolicismo.
    Nos processos conduzidos pelos inquisidores, qualquer denúncia era considerada prova de culpabilidade, cabendo ao acusado provar que era inocente - ele também ficava incomunicável, preso por correntes, e tinha permissão para falar apenas com os agentes da Inquisição. Cabia ao próprio suspeito arcar com os custos de sua prisão.
    Quando não havia certeza sobre a culpabilidade do acusado, mas sendo provável que o mesmo realizara o crime que lhe era imputado, o Tribunal, por maioria dos seus membros, podia recomendar a tortura como meio de ser obtida a confissão. A tortura às vezes era adiada apenas para que o medo tomasse conta do acusado e ele se decidisse a confessar sua falta - não importando muito o fato de ser ou não inocente. Na verdade, a confissão podia apenas tornar a pena do acusado mais leve, não o livrando em absoluto de ser condenado à morte apesar de confesso - contudo, nesse caso, ele era beneficiado com a absolvição, salvando-se assim do inferno. Além de meio válido para o Tribunal Inquisidor obter a confissão de culpa de um suspeito, a tortura era também usada como meio dele indicar nomes de companheiros de heresia - independentemente de ter ou não companheiros, de ser ou não herege.
    Escritores, cientistas, inventores, todos aqueles que tivessem a capacidade de pensar eram considerados potencialmente inimigos da Igreja. Galileu Galilei foi um exemplo bastante famoso da insanidade cristã na Idade Média: ele foi perseguido por afirmar através de suas teorias que a terra girava em torno do sol e não o contrário. Mas, para ele o episódio não teve mais implicações. Já outros como Giordano Bruno, o pai da filosofia moderna, foram mortos pelo Tribunal do Santo Ofício.

    ResponderExcluir
  12. Willian Oliveira n°29
    Gabriel Mariano n°9
    1°EM
    Beleza...
    A vida na idade média era divida entre pobres e ricos, as pessoas que moravam no campo tinham que trabalhar para seu senhor local.E as pessoas que moravam na cidade tinham uma vida barulhenta, suja e curta.
    Mas também tinha um pouco de diversão como as “ cervejadas da igreja”.E a igreja católica era a que mais comandava, e só passou a ser criticada no final da idade média.
    Igreja na idade média
    Influência político-econômica da Igreja uma ameaça aos princípios religiosos começaram a se concentrar em ordens religiosas que se abstinham de qualquer tipo de regalia ou conforto material. Essa cisão nas práticas da Igreja veio subdividir o clero em duas vertentes: o clero secular, que administrava os bens da Igreja e a representava nas questões políticas; e o clero regular, composto pelas ordens religiosas mais voltadas às praticas espirituais e a pregação de valores cristãos. Sob outro aspecto, a Igreja também teve grande monopólio sob o mundo letrado daquele período. Exceto os membros da Igreja, pouquíssimas pessoas eram alfabetizadas ou tinham acesso às obras escritas. Por isso, muitos mosteiros medievais preservavam bibliotecas inteiras onde grandes obras do Mundo Clássico e Oriental eram preservadas. Mesmo contando com tamanho poder e influência, a Igreja também sofreu com manifestações dissidentes. Por um lado, as heresias, seitas e ritos pagãos interpretavam o texto bíblico de forma independente ou não reconheciam o papel sagrado da Igreja.

    ResponderExcluir
  13. a idade média é um período da história ocidental mas concretamente um período em q o poder politico estava ligado com o religioso(estado teocrático)em que havia uma supremacia do papa. em todas as opiniões q eram contrarias as do clero os seus autores eram excomungados.
    na idade média podemos destacar os seguintes filósofos:
    Agostinho de Hipona e São Thomas de Aquino

    ResponderExcluir
  14. Prof. Rafael,
    Também me chamo Rafael e sou professor de história. O Senhor me autoriza a republicar esta atividade no meu blog para os meu alunos? Eu cito o seu como fonte.
    Obrigado,
    Rafael.

    ResponderExcluir
  15. SIM . . . sendo assim, sim !
    Mas sem o senhor kkkk

    = ]

    ResponderExcluir
  16. eu sempre costumo dizer que nasci na época errada...
    eu acho que se reencarnação existe, eu com certeza era daquele tempo.
    Não para ser um camponês e sim, para um rei, ou até mesmo um príncipe.
    Grande época em que se tinham muitas guerras, muitas conquistas...
    Amo estudar sobre essa época do período europeu.

    ResponderExcluir

Por favor, coloque seu nome e alguma identificação (cidade, profissão ou instituição).

Se for aluno do RAFAEL, coloque seu nome e série !

Os comentários NÃO são publicados diretamente no BLOG !!! Primeiro eu leio, aceito e posteriormente eles entram no ar ! ! ! !

= ]