18 de out de 2011

Jogo Rápido – Guerra das Duas Rosas

Enquanto a Guerra dos Cem Anos foi importante para o fortalecimento da monarquia na França, outro conflito colaborou para a centralização do poder na Inglaterra entre os anos de 1455 e 1485. A Guerra foi uma disputa entre duas casas reais inglesas, de um lado a rosa vermelha de Lancaster e de outro a rosa branca de York.
Rosa vermelha de Lancaster 


Rosa branca de York

A disputa pelo trono era a questão central dessa Guerra.

Ricardo de York desejava o trono e para tanto aprisionou o rei Henrique VI.

A Guerra só chegou ao fim quando Ricardo III foi morto em batalha de Boswoth. O trono passou para Henrique VII, da casa dos Lancaster, que desposou Elisabete de York, unificando as duas rosas.

Rosa da dinastia  Tudor


Esta Guerra fez com que o feudalismo ficasse enfraquecido e com apoio da burguesia mercantil , o poder central se fortaleceu, dando início à forte dinastia dos Tudor.

Esta dinastia fez importantes mudanças na Inglaterra.

O rei Henrique VIII (1485-1509) ao se separar de sua esposa, Ana Bolena, rompeu com a Igreja Católica e promoveu, no bojo da reforma luterana, a Reforma Anglicana.

Destaque importante para o governo de Elisabete I (imagem abaixo), filha de Henrique VIII, consagrada como grande nome da monarquia absolutista inglesa.